Tire sua certificação Anbima ainda em 2019

Faltam quase dois meses para o Natal. E se você pediu uma promoção profissional para o Papai Noel é melhor ir se preparando. Afinal de contas, no concorrido mercado financeiro não existem milagres. Para subir degraus na sua carreira bancária, é essencial ter uma certificação Anbima no currículo. Por isso, conquiste a sua antes de o ano acabar.

Aliás, a certificação permite ao profissional pleitear cargos de gerência de contas e supervisão, ter melhores salários, mais reconhecimento no mercado de trabalho e, em resumo, alcançar a realização profissional .

Só para refrescar a sua memória, em 2002 o Conselho Monetário Nacional (CMN) e o Banco Central passaram a exigir que os profissionais que lidavam com investidores possuíssem certificações para comprovar suas competências.

Asssim, a antiga Anbid, hoje Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), começou a aplicar avaliações nos profissionais interessados.

Inicialmente foi lançada a CPA-20 e, logo depois, a CPA-10. Para saber mais características dessas duas certificações, continue lendo este post até o final.

Veja a seguir as principais características das certificações

CPA-10:

– É a porta de entrada no mercado financeiro;

– Destinada a profissionais que vendem produtos de investimentos em agências e plataformas de atendimento;

– É exigida para cargos de gerência;

– Grau de dificuldade da prova é baixo;

– Avaliação tem 50 questões e prazo de conclusão de 2 horas;

– Índice de acertos deve ser de, no mínimo, 70%.

CPA-20:

– Destinada a profissionais que vendem produtos de investimento no varejo alta renda, private, corporate e investidores institucionais;

– A certificação permite executar as mesmas tarefas do possuidor da CPA-10;

– A avaliação é online e é composta por 60 questões que precisam ser respondidas no período de 2h30;

– O candidato precisa acertar 70% das questões para ser aprovado.

É possível tirar a certificação Anbima em 15 dias 

Você deve estar se perguntando: é possível tirar a certificação em tempo recorde? A resposta é sim, é possível! Porém, alguns pontos devem ser considerados.

No programa #CpaNaVeia, criado pelo professor Hygor Duarte, é preciso investir, em média, de 20 a 30 horas de estudos para passar na prova.

Considerando duas horas de estudos diárias, incluindo finais de semana, é possível concluir a preparação em até 15 dias. Assim, você já pode agendar a prova na Anbima e ser submetido ao exame.

Porém, a experiência do professor Hygor Duarte dita que é indispensável manter os estudos mesmo após a certificação.

Afinal, se você colocar na cabeça todo o conteúdo do curso em apenas duas semanas é possível que você caia na decoreba e até gagueje na hora de responder, presencialmente, a uma dúvida de um cliente.

Crie uma programação de estudos diários

Nesse sentido, o professor Hygor recomenda que o aluno absorva o conteúdo, compreendendo todas as questões exigidas para a obtenção da certificação Anbima, sem cair na tentação de apenas decorar os temas, de uma forma superficial.

Outra dica do professor é que você estude as vídeoaulas, módulo por módulo, para depois testar seus conhecimentos através de simulados.

Isso porque, na prática, muitos alunos mal assistem às primeiras aulas e já querem responder aos simulados. Algumas questões cobram conteúdos que estão nos módulos finais.

Em resumo, a dica de ouro é “muita calma nessa hora”! Com dedicação e disciplina é possível tirar a certificação Anbima ainda neste ano e começar 2020 com o pé direito para conquistar uma promoção e melhores condições financeiras.

Se você quer conhecer um pouco melhor os conteúdos dos cursos #CpaNaVeia, clique nos links abaixo. Diante de qualquer dúvida, entre em contato conosco.

– CPA 10- http://www.hygorduarte.com.br/cpa-10-2

– CPA 20- http://www.hygorduarte.com.br/cpa-20-2

– COMBO 10/20- http://www.hygorduarte.com.br/combo

– CEA- http://www.hygorduarte.com.br/cea

Que tal ingressar na carreira de bancário?

Cumprimento de metas, concorrência com bancos digitais, vagas disputadas, pressão do gerente. Afinal, por que apesar de tantos desafios, as pessoas ainda querem ingressar na carreira de bancário?

Embora a profissão seja desafiadora, a carreira ainda é atrativa para os padrões salariais brasileiros.

Afinal quem não gostaria de trabalhar seis horas por dia, ter um salário inicial de R$ 3 mil e ainda dispor de outros benefícios, como 14º salário, folga aos sábados, vale-refeição e vale-transporte?

Então, se você está lendo este artigo é porque já estava interessado na carreira de bancário. Saiba neste post os passos principais para trabalhar em banco.

Quais os primeiros passos para se lançar na carreira de bancário?

Primeiramente é importante entender que os bancos são uma parte do mercado financeiro.

Sendo assim, muitas pessoas se interessam pela carreira bancária devido à aparente estabilidade e salários altos (http://blog.hygorduarte.com.br/5-dicas-para-ter-uma-carreira-solida-em-banco/).

Nesse sentido, para quem está iniciando na carreira a primeira opção é o cargo de escriturário, que ganha em média R$ 3 mil e trabalha 30 horas semanais.

Para complementar, dentro do banco, o profissional pode trabalhar na área operacional, ou seja, nos caixas e serviços internos, e na área comercial, ou seja, na venda de produtos.

Mas na prática muitos profissionais da área operacional acabam vendendo produtos devido à necessidade do cumprimento de metas da agência.

Que curso eu devo fazer para trabalhar no banco?

Normalmente, as pessoas que buscam a carreira bancária têm habilidade para trabalhar com números e fazer cálculos.

Por isso, esses profissionais vêm das graduações de Economia, Contabilidade, Direito, Matemática e outras áreas afins.

Porém, independentemente da faculdade, uma característica típica da carreira bancária é a certificação Anbima .

A Anbima é a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais. A instituição avalia os profissionais do mercado financeiro conforme a área em que desejam atuar.

Desse modo, os profissionais da carreira bancária precisam ser aprovados numa avaliação teórica e receber certificados com o chancela da Anbima para poder atuar no mercado financeiro.

Nesse sentido, o curso de CPA-10 é obrigatório para gerentes em geral. Enquanto que o curso CPA-20 é exigido para gerentes que vendem produtos para investidores de alta renda.

Veja mais detalhes dos cursos abaixo.

O que é CPA-10?

A certificação CPA-10 é a “faculdade” do bancário. Destinada aos profissionais que vendem produtos de investimento em bancos e plataformas de atendimento para o público em geral.

Trata-se do primeiro degrau na escada das certificações. Portanto, o grau de dificuldade é menor, a sua prova possui 50 questões e deve ser concluída em 2 horas.

O que é CPA-20?

Se a CPA-10 é a “faculdade” do bancário, a CPA-20 é o “MBA” necessário para a qualificação do profissional. A certificação é exigida para gerentes que vendem produtos de investimentos para a alta renda e investidores institucionais.

O grau de dificuldade desta prova aumenta. A avaliação tem 60 questões, e o tempo de conclusão é de 2h30.

Para concluir, se você está buscando uma carreira desafiadora, com possibilidade de altos rendimentos, e quer ingressar na carreira bancária, então você está no caminho certo! Mas, antes de sair mandando currículo, se qualifique, pois o mercado é bastante disputado.

O que você precisa saber é que estudar para a prova das certificações Anbima, sozinho, é difícil. Portanto conheça o método da #CpaNaVeia do professor Hygor Duarte, com larga experiência em cursos online e presencial.

Confira nos links abaixo os cursos com matrículas abertas:

– CPA 10-https://sun.eduzz.com/13054?pf=1

– CPA 20- https://sun.eduzz.com/14423?pf=1

– COMBO 10/20- https://sun.eduzz.com/17975?pf=1

– CEA- https://sun.eduzz.com/62336?pf=1

Tenha uma certificação Anbima e conheça melhor o perfil do investidor brasileiro

Ter uma certificação Anbima, depois de passar por uma maratona de estudos, é habilitar-se para trabalhar com uma série de atividades do ambiente bancário, entre elas a oferta de produtos para investidores. Por isso, conhecer melhor o perfil do cliente é tão importante para o sucesso da sua carreira.

Foi pensando nisso que a Anbima encomendou uma pesquisa ao Instituto Datafolha para conhecer melhor o perfil do investidor brasileiro. Assim, eliminam-se mitos de que o brasileiro não investe por ter uma renda tão mediana.

Portanto, a pesquisa “Raio X do Investidor Brasileiro” entrevistou 3,4 mil pessoas do Norte a Sul do país. Os dados foram divulgados recentemente, mas se referem ao comportamento do brasileiro em 2018.

Saiba que o brasileiro é considerado um poupador

Afinal de contas, devido à desigualdade social e ao desemprego, o rendimento médio do brasileiro ainda é muito baixo. Uma pesquisa do IBGE feita em 2017, por exemplo, demonstrou que o brasileiro ganha em média R$ 1.268 por mês.

Mas ainda assim existe margem para o investimento, seja ele em renda fixa ou variável. Se você já trabalha no mercado financeiro, sabe que mesmo apesar dos níveis de endividamento e do rendimento médio ser tão baixo, o brasileiro ainda pode ser considerado um poupador.

Justamente por isso, a Anbima quis conhecer melhor o perfil do investidor brasileiro. Em 2018, a instituição encomendou a primeira pesquisa Datafolha sobre este assunto. Agora, em 2019, ela divulgou a segunda pesquisa, com números bem parecidos com os da primeira checagem.

Confira, então, a partir de agora as principais informações.

Confira: 4 entre 10 brasileiros são investidores

A pesquisa Anbima/Datafolha de 2019 revelou que 42% dos brasileiros investem em algum produto financeiro. Ficou curioso para saber o produto mais procurado pelos investidores?

Não é nenhum segredo! Afinal, a poupança é o investimento de renda fixa mais procurado em todos os cantos do país. Conforme a pesquisa, 88% dos investidores têm dinheiro guardado na poupança.

Apesar de o juro estar em queda, com rendimento de 0,3715% ao mês, o produto ainda é considerado o mais seguro pelos brasileiros que investem.

Tanto é verdade que a maioria das pessoas prefere ir diretamente ao banco para formalizar o investimento. Como consequência, 42% dos investidores decidem qual investimento fazer só depois de falar pessoalmente com o gerente.

Veja quem é o investidor brasileiro

Em suma, o investidor brasileiro revelado pela pesquisa Anbima/Datafolha não é classe A nem detentor de grandes posses. Pessoas menos abastadas, da classe C, são os que mais investem, como você viu, especialmente na poupança.

Portanto, veja agora como é o típico investidor brasileiro:

– 49% são casados, com renda familiar de R$ 5 mil;

– 54% são homens;

– 84% trabalham por conta própria ou carteira assinada;

– 53% moram na região Sudeste;

– 56% são da classe C;

– 47% têm ensino médio concluído.

Outro dado interessante para você que já tem ou está buscando mais uma certificação Anbima é o tipo de produto que o investidor brasileiro mais tem procurado.

Conforme o levantamento, a previdência privada é um dos itens buscados. Veja mais detalhes dos produtos mais requisitados:

– 88% poupança;

– 6% previdência privada;

– 5% títulos privados;

– 4% fundos de investimentos.

O somatório ultrapassa 100% porque alguns investidores usam mais de um produto.

Em resumo, para você que está, dia a dia, no mercado financeiro, é importante conhecer mais a fundo o perfil do investidor brasileiro. Dessa forma, você garante um atendimento de excelência, ainda mais somado ao peso de ter uma certificação Anbima.

E para obter sua certificação Anbima, veja os cursos disponíveis da #CpaNaVeia e conheça a metodologia do professor Hygor Duarte, com média de aprovação de 95%. Acesse os links abaixo:

– CPA-10: http://www.hygorduarte.com.br/cpa-10-2

– CPA-20: http://www.hygorduarte.com.br/cpa-20-2

– COMBO 10/20: http://www.hygorduarte.com.br/combo

– CEA: http://www.hygorduarte.com.br/cea

Participe gratuitamente do grupo do WhatsApp mandando uma mensagem para o número (15) 9-9128-2672.

Você está preparado para uma promoção no banco?

O que você faria se fosse promovido hoje? A resposta pode parecer óbvia, entretanto muitos bancários não estão preparados para uma promoção. Isso porque eles podem não se adaptar na nova função, reduzir a produtividade e até ser desligado. Portanto, acompanhe a leitura deste post para saber se você está preparado para uma promoção.

Antes mesmo que a promoção se torne uma realidade, é necessário ter comportamentos proativos, vestir a camisa da empresa e pensar nos resultados que você pode gerar para o crescimento de todos.

Desse modo, alguns sinais de comportamento evidenciam se você está prestes a ser promovido e, mais ainda, se você está preparado para esta notícia.

É claro que uma consequência natural de uma promoção é o aumento salarial. Isso não é nada mau, não é verdade? Porém, um dos reflexos que mais importa ao bancário é a satisfação pessoal ao comprovar que os seus esforços foram recompensados.

Você se daria uma promoção?

Se você fosse o seu chefe, você se daria uma promoção? O primeiro passo para almejar uma ascensão profissional é fazer uma autoavaliação.

Nesse sentido, verifique se você trabalha para a obtenção de resultados da empresa, para o cumprimento de metas e ainda contribui para um bom ambiente de trabalho, mantendo uma atitude positiva perante os colegas.

Para exemplificar, alguns estagiários se destacam pelo seu comportamento proativo e de liderança.

Enquanto alguns profissionais mais maduros passam despercebidos na equipe porque se limitam a fazer apenas o que a sua função determina.

Como ser reconhecido?

Como estamos falando em comportamento profissional, é importante notar que há várias maneiras de ser reconhecido por sua qualidade no mercado financeiro.

Nesse sentido, seja mais participativo na agência bancária. Assim, todos verão que você está preparado para uma promoção.

Nas sessões de brainstorm, seja ativo e dê sugestões. Na definição de metas mensais, dê o seu melhor para alcançar ou, quem sabe, superar os objetivos estabelecidos.

Enfim, para quê se contentar com a mediocridade se você pode mostrar sua excelência?

Dentro do seu plano para mostrar que você está preparado para uma promoção, deixe claro para os seus superiores que você almeja a ascensão profissional. É claro que esse processo não é tão simples, pois nenhum chefe quer ser superado pelo seu aprendiz se não tiver o espírito de liderança.

Portanto, meça os passos sem comprometer o seu desempenho, bem como seus planos de promoção, e a sua permanência no banco.

Como crescer profissionalmente?

A educação caminha junto com a qualificação profissional. Ao adotar uma postura proativa dentro da agência bancária, a consequência imediata é a busca por um curso de qualificação.

Nesse sentido, as certificações bancárias emitidas pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) caem como uma luva no seu projeto de mostrar que está preparado para uma promoção.

As certificações CPA-10, CPA-20 e CEA são algumas das comprovações de competência dos bancários e demais profissionais que atuam no mercado financeiro.

Sendo assim, a obtenção dos certificados aumenta a performance do profissional e auxilia no processo de promoção, visto que independentemente da cultura da agência bancária, o certificado é sempre bem-vindo.

Mas para obter a certificação e, posteriormente, o selo da Anbima, é preciso agendar o exame e passar na prova com mais de 70% de índice de acertos. Leia mais sobre o selo da Anbima aqui.

A avaliação tem níveis de dificuldade diferenciados. A CPA-10, que é a porta de entrada para o mercado financeiro, é menos difícil, enquanto que a CEA exige mais conhecimento do candidato. Portanto, a regra número é estudar para mostrar que está preparado para a promoção.

Se você quer um reforço nos estudos, conheça o método do professor Hygor Duarte desenvolvido no curso #CPANAVEIA. Veja a seguir os links dos principais cursos:

Se você deseja saber mais sobre os cursos preparatórios antes de se matricular, participe de graça dos grupos de WhatsApp mandando uma mensagem para (15) 9-9128-2672.

5 dicas para ter uma carreira sólida em banco

Talvez a profissão de bancário seja uma das últimas a ser lembrada quando se pergunta a uma criança o que ela deseja ser quando crescer. É certo que a profissão sofreu algumas baixas nos últimos anos com o avanço dos serviços online. Porém a área ainda é bastante promissora. Para ter uma carreira sólida em banco é preciso planejamento, dedicação e muito estudo.

Em primeiro lugar, o interessado na carreira bancária precisa definir um plano de ação que estabeleça se a prioridade será trabalhar em bancos públicos ou privados.

Pois você já deve saber que para ingressar nos bancos públicos é preciso enfrentar uma maratona de estudos e disputar os concorridíssimos concursos públicos.

Nesse sentido, os bancos privados não ficam atrás dos bancos públicos quando o assunto é concorrência.

Embora não seja necessário prestar concurso para trabalhar num banco privado, há centenas de interessados a cada vaga que surge em instituições tradicionais, como o Itaú, Santander, Safra etc.

Isso porque a maioria dos candidatos é atraída pelo salário relativamente alto, acima de R$ 3 mil, em média, para profissionais em início de carreira. Sem contar as bonificações que vão desde o vale-refeição até o auxílio-creche, dependendo da instituição. Leia mais aqui.

É por todas essas considerações que separamos cinco dicas para se dar bem e ter uma carreira sólida em banco. Veja a seguir:

1 – Comece de baixo

As coisas acontecem muito rápido dentro de uma agência bancária. Portanto, não é difícil um estagiário virar gerente mesmo com pouco tempo de casa.

Dessa forma, uma dica para quem está começando é procurar participar do programa Jovem Aprendiz.

Pela lei brasileira, jovens entre 14 e 24 anos que tenham estudado em escola pública, tanto no ensino fundamental quanto no ensino médio, podem trabalhar em empresas de médio ou grande porte que necessitam ter de 5% a 15% de aprendizes no seu quadro de funcionários

2 – Escolha a faculdade certa

Não é obrigatório, mas a maioria dos bancos privados recolhe pessoas que já tenham ensino superior quando abrem um processo seletivo para o preenchimento de uma determinada vaga.

Assim o que mais importa é que o curso escolhido pelo candidato tenha relação com o mercado financeiro e, assim, ele possa construir uma carreira sólida em banco.

Entre os cursos mais comuns nos currículos dos bancários estão Administração, Economia, Ciências Contábeis, Marketing e até Direito ou Ciências Sociais.

Além disso, uma pessoa com vivência internacional e inglês avançado, certamente, terá preferência entre os recrutadores. 

3 – Participe dos programas de trainee

Se você é universitário ou recém-formado, invista nos programas de trainee dos bancos privados. Afinal de contas, essas instituições abrem vagas deste nível com freqüência e podem ser um excelente início para construir uma carreira sólida em banco.

Mais que estagiário, o trainee é uma aposta de uma futura liderança dentro da companhia. Por isso, os programas têm duração de um a três anos, normalmente, objetivando treinar o futuro funcionário efetivo a tomar decisões estratégicas dentro do banco.

Dessa forma, nem é preciso dizer que os salários são os mais altos e o reconhecimento idem.

4 – Qualifique-se com as certificações bancárias

Independentemente do diploma universitário que você apresente no banco em que deseja trabalhar, uma certificação específica da sua área de atuação faz toda a diferença no seu projeto de ter uma carreira sólida em banco.

Desse modo, a CPA-10 é a porta de entrada em qualquer instituição bancária. Você pode até ser contratado sem a certificação, porém, de uma hora para outra o seu gerente pode cobrar o documento. Assim você terá que, em prazo recorde, fazer os estudos, se submeter à prova e ser aprovado para obter a certificação.

Afinal de contas, ela é uma exigência legal para a venda de produtos de investimentos e prospecção de investidores.

A boa notícia é que você não precisa estar vinculado a nenhuma instituição financeira para prestar o exame, que é realizado pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

O segundo degrau, após a CPA-10, é a CPA-20. Esta última certificação é direcionada para profissionais que atendem clientes do varejo de alta renda, private, corporate e outros.

Portanto o interessante é que você, como bancário que almeja construir uma carreira sólida em banco, pode conquistar a CPA-20 e exercer as mesmas tarefas que já são executadas por quem possui apenas a CPA-10.

Há ainda outras certificações que são necessárias para a qualificação do bom profissional do mercado financeiro. Uma delas é a CEA, que é comparada a um mestrado para o bancário.

A CEA transforma o bancário em um especialista em investimentos pela Anbima, sendo assim ainda mais valorizado no mercado de trabalho. Leia mais sobre a CEA aqui.

Em resumo, o recado para quem deseja construir uma carreira sólida em banco é obter as certificações Anbima.

5 – Mantenha bons relacionamentos

Para o profissional alcançar uma carreira sólida em banco, mas do que muita inspiração e transpiração (afinal de contas a rotina de um banco é bastante agitada), o profissional precisa ter bons relacionamentos.

Embora conviva com números o dia inteiro, há seres humanos por trás de cada senha e de cada código.

O agente que demonstra essa preocupação com os relacionamentos humanos tem mais chances de crescer profissionalmente e ter uma carreira sólida em banco.

Essa empatia é válida não apenas para com os clientes, mas também para os superiores e os colegas de trabalho. Preocupar-se com os problemas dos outros faz crescer o seu valor.

Em resumo, para construir uma carreira sólida em banco não basta apenas se especializar numa área, conseguir o emprego e desenvolver um bom marketing pessoal. O sucesso depende de uma série de fatores, como a especialização no mercado financeiro.

E para conquistar a aprovação na prova da Anbima e, finalmente, ostentar as certificações bancárias, é preciso estudo. O curso #CPANAVEIA, do professor Hygor Duarte, é reconhecido pelo método prático e eficaz de estudos.

Conheça agora os cursos oferecidos:

  • CPA 10- http://www.hygorduarte.com.br/cpa-10-2
  • CPA 20- http://www.hygorduarte.com.br/cpa-20-2
  • COMBO 10/20- http://www.hygorduarte.com.br/combo
  • CEA- http://www.hygorduarte.com.br/cea

Ainda está em dúvida? Participe das discussões dos grupos de WhatsApp gratuitamente: mande uma mensagem para (15) 9-9128-2672.

Mãe e bancária: a certificação é possível!

Mãe e bancária, dona de casa e esposa, estudante e aspirante à certificação Anbima. Quer mais? O desafio é enorme, mas com organização e força de vontade é possível vencer. Conciliar a maternidade com a certificação em CPA-10, CPA-20 ou CEA pode até parecer difícil no começo, mas a recompensa virá. Afinal, o mercado competitivo exige profissionais qualificados.

Ao se descobrirem grávidas, muitas mulheres ficam inseguras com relação ao mercado de trabalho. Isso porque apesar de todo o discurso de empoderamento feminino e das evoluções da presença feminina nos cargos de chefia, ainda existem muitas barreiras a serem transpostas.

Surge então o receio de ficar para trás na carreira e a vontade crescente de se qualificar. Nesse sentido, mãe e bancária procuram meios de se destacar no banco ou no mercado financeiro, ambiente que por muitos anos foi dominado pelos homens. Leia mais sobre os desafios da profissão aqui.

Organização é tudo

Portanto em busca de uma qualificação profissional, uma promoção e o reconhecimento dos colegas e dos superiores, a mulher que é mãe e bancária luta para alcançar a estabilidade financeira. E um forte motivo é a chegada de um novo membro na família.

O primeiro passo para manter todas as tarefas que a maternidade exige e ainda estudar para passar na prova da Anbima, seja na certificação CPA-10, CPA-20 ou CEA, é ter muita organização.

Se a mãe é “das antigas” uma boa agenda física ajuda. Colocar no papel cada tarefa a ser executada durante o dia é muito importante. Só assim ela pode garantir que dedicará algumas horas da jornada para as pesquisas, os simulados e as vídeoaulas.

Agora se a mãe e bancária não resiste a um app, há várias opções de agenda e gestão do tempo disponíveis na loja de aplicativos do smartphone.

Nos imprevistos, procure ajuda

É claro que podem surgir imprevistos. Quem é mãe ou convive com uma sabe que criança não tem hora marcada para ficar doente.

Nesse sentido, é muito importante contar com a ajuda do pai ou, na ausência dele, com os familiares e amigos mais próximos.

É fundamental que a mãe e bancária não se sinta culpada por não poder estar full time ao lado do filho.

Também é interessante que a estudante consiga programar suas horas de estudo com as horas de sono do filho. Bebês, por exemplo, costumam dormir no turno da tarde, período que pode ser propício para assistir às aulas na internet ou ler as apostilas.

Aproveite a licença-maternidade

Dessa forma quando o tema é mãe e bancária, há duas situações que se apresentam. A primeira com filhos já crescidos, mas que ainda exigem muita atenção e dedicação, e a segunda com o bebê em fase de amamentação, ainda no período da licença-maternidade.

No primeiro caso, portanto, é interessante que a mãe dialogue com os filhos e os faça entender que ela precisará se dedicar aos estudos para passar na avaliação da Anbima e finalmente ostentar seu certificado profissional para se sentir plena e realizada.

Já no segundo, é fundamental que mãe e bancária tenha ciência do valor da amamentação e do zelo com o neném. Os estudos para passar na prova da Anbima vêm na sequência.

Normalmente, a licença-maternidade varia de quatro a seis meses, conforme o acordo feito na agência bancária ou instituição financeira. Portanto, a mãe e bancária precisa criar uma rotina de horários fixos para se preparar calmamente para a avaliação. Afinal ela poderá resultar numa promoção, num aumento salarial e na maior satisfação no trabalho.

Em resumo, a maternidade não impede o avanço na carreira. Pelo contrário, é um elemento motivador.

Nesse sentido, o curso #CPANAVEIA é 100% online. Além das videoaulas do professor Hygor Duarte, há sessões de mentoria e apostilas, o que é ideal para que a mulher que está conciliando trabalho, estudo e maternidade.

Então, aproveite e veja nossos cursos disponíveis:

Se você deseja se inteirar melhor do conteúdo antes de confirmar sua matrícula, participe gratuitamente dos grupos de estudos do WhatsApp.

É só mandar uma mensagem de WhatsApp para  (15) 9-9128-2672.

Aumente sua renda com uma certificação Anbima

Nos últimos anos, os programas que levam à certificação tornaram-se cada vez mais populares. Profissionais de todas as idades estão buscando o treinamento especializado necessário para ter sucesso no local de trabalho. Se você também deseja ter a possibilidade de aumentar sua renda, garantir uma certificação Anbima é fundamental.

Assim as certificações são uma ótima maneira de se diferenciar da concorrência! A certificação entrou em quase todos os setores por uma razão: ela ajuda a promover a profissão. Para saber mais sobre os desafios da área leia este post.

Além disso, ajuda os empregadores a avaliarem novas contratações, analisar o desempenho do trabalho, avaliar funcionários, selecionar prestadores de serviços, promover novos serviços e motivar os funcionários a aprimorar suas habilidades e conhecimentos.

Mercado foi padronizado com as certificações 

Nesse sentido, titulares de certificados também se beneficiam. A certificação dá reconhecimento de competência, mostra comprometimento com a profissão e ajuda no avanço do trabalho. Houve um crescimento explosivo na certificação profissional.

Desse modo, as certificações permitem que os profissionais obtenham habilidades comprovadas para a execução do trabalho. Afinal, os empregadores valorizam profissionais que buscam oportunidades proativamente para desenvolver suas habilidades e conhecimentos.

Justamente em decorrência de todas as vantagens que as certificações trazem aos profissionais, foi que a Anbima criou essa padronização no mercado financeiro.

Primeira prova da Anbima foi em 2003

Lembrando que Anbima significa Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais. Ela representa as instituições descritas e atua como um agente regulador privado. Saiba mais clicando aqui.

É importante recordar que a Anbima não funciona sozinha e possui uma média de 340 associados.

Para entender melhor o contexto da certificação Anbima, é fundamental entender que a associação realizou a sua primeira prova em novembro de 2003.

Atualmente, a prova tem duração de mais de 2 horas e é composta por mais de 50 questões, sendo necessário atingir um percentual de 70% de acertos para ser aprovado.

Você escolhe a data da sua prova através do site oficial da Anbima. O valor do exame é de R$ 396 para associados e R$ 475 para quem não é associado.

Certificação Anbima

Portanto é extremamente importante ter a certificação Anbima para se destacar dos outros profissionais da área.

A certificação possui um prazo de validade de cinco anos para aqueles que têm vínculo empregatício com alguma instituição.

Já para quem não trabalha no ramo, a certificação Anbima é válida por três anos.

Algumas instituições financeiras exigem a certificação e, com isso, quem não possui pode perder grandes oportunidades de trabalho.

A resolução 3158, que dispõe sobre a certificação de empregados das instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, informa a necessidade do atestado que comprove o conhecimento para executar determinada atividade.

Sendo assim, quem tem a certificação Anbima é considerado mais capacitado para realizar funções dentro de bancos e cooperativas, por exemplo, os caixas.

Se esses profissionais não forem certificados, estarão infringindo a resolução do Banco Central. Desta forma, a certificação Anbima é um pré-requisito.

O candidato que já tem a certificação acaba se tornando diferenciado e conquistando as melhores vagas e os melhores salários.

E só para constar, não existe uma graduação específica para ter posse do certificado da Anbima e trabalhar em um banco ou cooperativa.

Em resumo, o que ocorre é que com esse pré-requisito, as portas de uma renda mais vantajosa se abrirão.

Portanto, para você que identificou a necessidade de conquistar uma certificação Anbima, veja agora nossos cursos da #CPANAVEIA:

Para você que deseja conhecer melhor os cursos antes de decidir se matricular, participe gratuitamente dos grupos de estudos do WhatsApp.

Mande uma mensagem para:

WhatsApp:  (15) 9-9128-2672

Videoaulas: veja como elas podem te ajudar a obter sua certificação

As videoaulas tornaram-se uma parte importante do método de aprendizagem. Sendo integradas como parte dos cursos tradicionais, serve como base de muitos cursos combinados, e é frequentemente o principal mecanismo de entrega de informações.

Assim sendo, várias meta-análises mostraram que a tecnologia pode melhorar o aprendizado. Além disso, vários estudos comprovaram que as vídeoaulas, especificamente, podem ser uma ferramenta educacional altamente eficaz.

Portanto, nos últimos anos, as vídeoaulas estão sendo amplamente usadas​por estudantes para ajudar a aprender o material mais rápido do que nunca.

Logo, pesquisas mostram que 94% dos professores utilizaram efetivamente vídeos durante o ano acadêmico e descobriram que o aprendizado por eles é bastante eficaz. É até melhor do que ensinar os alunos por meio de livros didáticos tradicionais.

Além disso, estudos mostraram que o uso de vídeoaulas permite um processamento mais eficiente e um recall de memória. Isso porque a natureza visual e auditiva dos vídeos atrai um público amplo e permite que cada usuário processe as informações de maneira natural.

Vantagens em relação aos livros e apostilas

Em suma, vídeoaulas criam uma experiência sensorial mais envolvente do que o uso de materiais de impressão.

Os estudantes realmente conseguem ver e ouvir o conceito sendo ensinado e podem processá-lo da mesma maneira que processam suas interações cotidianas.

Portanto elas fornecem um recurso prático que pode ser assistido de qualquer lugar com uma conexão à Internet. Elas são acessíveis em vários dispositivos, incluindo laptops, tablets e smartphones. Isso permite a visualização na conveniência do aluno e de onde quer que ele esteja.

Outra grande vantagem é que as videoaulas aumentam a retenção de conhecimento, pois podem ser interrompidas e reproduzidas quantas vezes forem necessárias. Elas também podem ser revisadas ​​por muito tempo depois que a lição inicial foi ensinada.

Dessa forma, a ferramenta ajuda bastante na aprendizagem de todos os assuntos, mas particularmente aqueles tópicos que são complexos e / ou altamente visuais (como procedimentos passo a passo ou fórmulas científicas e matemáticas).

As vídeoaulas ainda aumentam a proficiência em letramento digital e comunicação, que são importantes habilidades do século XXI.

Memória: confira como é o impacto das videoaulas 

Uma das principais considerações ao construir materiais educacionais, incluindo vídeoaulas, é a carga cognitiva. A teoria da carga cognitiva sugere que a memória tem vários componentes.

Assim sendo a memória sensorial é transitória, coletando informações do ambiente.

Por isso as informações da memória sensorial podem ser selecionadas para armazenamento temporário e processamento na memória de trabalho, que possui capacidade muito limitada.

Esse mesmo processamento é um pré-requisito para a codificação na memória de longo prazo, que possui capacidade virtualmente ilimitada.

Mas como a memória de trabalho é muito limitada, o aluno deve ser seletivo sobre quais informações da memória sensorial deve prestar atenção durante o processo de aprendizagem. Esta é uma observação que tem importantes implicações na criação de materiais educacionais.

Veja a teoria cognitiva da aprendizagem multimédia

A Teoria Cognitiva da Aprendizagem Multimédia baseia-se na Teoria da Carga Cognitiva, observando que a memória de trabalho possui dois canais para aquisição e processamento de informação: um canal visual / pictórico e um canal de processamento auditivo / verbal.

Conheça mais sobre a Teoria da Carga Cognitiva clicando aqui.

Embora cada canal tenha capacidade limitada, o uso dos dois pode facilitar a integração de novas informações nas estruturas cognitivas existentes.

Portanto, usando ambos os canais, a capacidade da memória de trabalho é maximizada – mas qualquer dos canais pode ser sobrecarregado pela alta carga cognitiva.

Assim, as estratégias que gerenciam a carga cognitiva de ambos os canais em materiais multimídia prometem melhorar o aprendizado. Além dos dois principais pressupostos do processamento de canal duplo e capacidade de memória de trabalho limitada.

Informação visual e a retenção de informações

A maior parte do cérebro humano é dedicada ao processamento da informação visual. O cérebro rápido ao visual, melhor que texto ou qualquer outro tipo de material de aprendizagem.

Lembrando que as imagens são retidas na mente por um longo tempo. Através dos vídeos, os alunos processam informações rapidamente.

Isso porque os tutoriais em vídeo oferecem uma experiência multidimensional que pode combinar gráficos, slides, fotos, gráficos, narração, capturas de tela, legendas na tela, música e vídeo ao vivo.

Isso permite que quem esteja assistindo, com diferentes habilidades de aprendizado, retenha informações em um método mais adequado.

É por isso que quanto mais ferramentas forem utilizadas em uma vídeoaula, mais maneiras o aluno terá de focar, compreender e reter as informações.

Muitos desses recursos multimídia podem ser muito complexos ou demorados para serem usados ​​regularmente em um ambiente de sala de aula física e impossíveis em papéis.

O autoestudo traz resultados frutíferos  

Através de vídeoaulas qualquer pessoa pode fazer autoestudo. Os vídeos, áudios e webinars ajudam os alunos a aprender algo para o qual um professor seria solicitado de outra forma.

A melhor parte é que essa técnica deixa um forte impacto no cérebro, o que pode até ser melhor do que ler a mesma lição de um livro.

Mais uma observação quanto à vantagem das videoaulas é a capacidade de pausar, retroceder, parar e reproduzir um vídeo em videoaulas. Portanto, leia mais sobre estudos online clicando aqui.

Isso o ajuda a reproduzir pontos importantes que precisam ser lembrados, o que é essencial para a retenção da memória na preparação para os exames.

Em uma sala de aula ao vivo, é fácil perder o que o instrutor diz a qualquer momento, mas com um tutorial em vídeo, as notas podem ser checadas quanto à precisão.

Uma lição em formato de vídeo permite que os alunos se concentrem em segmentos específicos, além de reproduzir as informações em sua totalidade.

Interatividade das videoaulas

Algumas videoaulas permitem interação, como lições de software. Elas fornecem uma abordagem prática que pode ajudar a reforçar as informações.

Em vez de apenas ouvir ou ver as informações, o aluno pode responder a solicitações usando teclado e mouse para responder a perguntas ou acessar recursos extras de aprendizado.

A mentoria também é um diferencial dos estudos, como você pode ver melhor clicando aqui.

Desse modo, usando esses recursos interativos, os alunos podem se beneficiar ao serem apresentados às novas tecnologias.

Outro tipo de interatividade envolve comunicação bidirecional que pode ocorrer entre alunos e um professor de vídeo se o vídeo for transmitido ao vivo, mesmo que eles estejam em diferentes locais físicos – por meio de webcams.

Em resumo, você já sabe que as vídeoaulas são ferramentas poderosas para tornar o seu estudo mais frutífero, divertido e eficaz. É por isso que a maioria dos estudantes procura por essa opção de estudo.

Este artigo foi útil para você? Você sabia que o professor Hygor Duarte tem utilizado vídeoaulas e outros recursos para fazer o aluno conquistar a certificação logo de primeira?

Se o seu desafio hoje é conquistar uma certificação Anbima, clique abaixo nos links dos cursos disponíveis da #CPANAVEIA:

Mas se você ainda tem dúvidas e quer conhecer melhor a metodologia antes de se matricular, participe de graça dos grupos de estudos do WhatsApp.

É só mandar uma mensagem para:

WhatsApp:  (15) 99128-2672

Entre na mentoria da Cpa Na Veia e melhore seus estudos

Estudar sozinho nem sempre é proveitoso. É por isso que o professor Hygor Duarte criou um programa de mentoria dos cursos CPA-10 e CPA-20 para te preparar ainda melhor para a prova da Anbima, com devolução do valor investido em caso de não aprovação (* – consulte as condições).

Nesse sentido, vamos te explicar neste artigo como funciona a mentoria. Mas antes de tudo é importantíssimo que você saiba uma coisa.

O programa de mentoria só trará resultados mediante a sua disciplina e dedicação aos estudos. Afinal de contas, quem acha que consegue passar na prova e obter a certificação da Anbima com um estudo raso, está completamente enganado.

Você já viu aqui no blog que estudar de modo eficaz, sem dar brechas à procrastinação, é crucial para obter resultados satisfatórios. Além disso, ao estudar sozinho você não tem com quem trocar informações e dicas de leitura.

Então veja agora como transformar uma hora e meia de mentoria por semana em momentos de aprendizado em potencial.

(*) Condições: realizar o treinamento online em até 30 dias e realizar a prova em até 60 dias a partir da data de aquisição do curso, além de participar ativamente de todos os encontros via videoconferência.

Como é feita a mentoria?

Como você viu acima o programa de mentoria visa tirar todas as suas dúvidas no decorrer de sua preparação para a prova de CPA-10 e CPA-20 da Anbima.

Nesse sentido, o programa criado por Hygor Duarte contempla, além das dideoaulas e material completo para estudo, videoconferências com duração de 1h30 ao vivo com o professor. Os encontros online ocorrem uma vez por semana.

E se você tem dúvidas a respeito dos temas abordados, saiba que cada videoconferência aborda um módulo do curso de CPA-10 ou CPA-20.

Princípios dos investimentos, instrumentos de renda fixa e variável, perfil do investidor são alguns dos assuntos da CPA-10.

Já fundos de investimento, gestão de riscos e Sistema Financeiro Nacional estão entre os tópicos abordados na mentoria da CPA-20. Ambos os cursos possuem sete módulos.

Em cada encontro, o professor Hygor Duarte responde às principais dúvidas dos alunos, resume os principais módulos dos cursos e traz questões atualizadas das provas da Anbima para que você possa testar seus conhecimentos.  

Dessa maneira, estudar para conquistar as certificações da Anbima fica mais frutífero.

Grupo do WhatsApp

Além dos encontros por videoconferência, o aluno tem acesso ao grupo exclusivo do WhatsApp, somente com os participantes da mentoria, para trocar informações, experiências e contatos.

Segundo o professor Hygor Duarte, o programa de mentoria segue uma metodologia de estudos que possibilita que o aluno aprenda, sem decoreba, o conteúdo dos cursos.

Sendo assim o objetivo principal é abrir caminhos não só para a aprovação na Anbima, mas para aplicar no dia a dia no banco ou na consultoria com os seus clientes.

Isso porque o mercado financeiro é complexo e tem várias facetas que não podem passar despercebidas.

Quanto tempo eu preciso para concluir a mentoria?

Como você pode notar, o programa de mentoria do professor Hygor Duarte permite que você aprofunde seus estudos nos módulos dos cursos de CPA-10 e CPA-20.

O Programa de Mentoria completo envolve 8 semanas de estudo, que é um prazo mais do que suficiente para você se preparar, inscrever-se na prova da Anbima e conquistar sua certificação.

Como cada encontro virtual tem 1h30 de duração, é importante você fazer um cronograma semanal ou mensal de estudos, prevendo esse período para acompanhar a mentoria e não se ausentar em nenhum encontro.

Em resumo, assuma o compromisso de estudar diariamente e conquiste o certificado da Anbima. Afinal ele pode ser a sua chave para o sucesso.

Estude com o professor Hygor Duarte no curso #CPANAVEIA e vença o desafio da prova Anbima.

Consulte nossos cursos através dos links abaixo:

CPA 10- http://www.hygorduarte.com.br/cpa-10-2

CPA 20- http://www.hygorduarte.com.br/cpa-20-2

COMBO 10/20- http://www.hygorduarte.com.br/combo

CEA- http://www.hygorduarte.com.br/cea

Ainda está em dúvida sobre iniciar os cursos?

Participe gratuitamente dos grupos de estudos do WhatsApp.

Mande agora mesmo uma mensagem para:

WhatsApp:  (15) 9-9128-2672

Bons estudos e boa sorte!